quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

7 Ameaças Fantasmas sobre o Despertar da Força - Possível SPOILER - ATUALIZADO


(Partes Adicionadas entre Parênteses e em Negrito)



Queridos Leitores...

Star Wars ep. VII parece já estar rodando por aí, por vias oficiais e clandestinas...

Mas eu, como fã de (quase) carteirinha, vou esperar arduamente até sexta-feira.
(Já é domingo, e chegou a hora de atualizar este post...)

Mas gostaria de deixar minhas expectativas e medos quanto ao filme.

ALERTA: Eu ainda não vi o filme (agora já vi), mas como eu vou dar minhas impressões, pode ser q elas se confirmem (algumas se confirmaram)... Não quero ninguém me acusando de spoiler.

1. OS MEDOS:

Estou tendendo a acreditar que mesmo o filme sendo bom, não vou gostar. Por vários motivos:
     a. Vão fazer um esforço tão grande para agradar os fãs que vai ficar forçado. (Confere, isso realmente aconteceu em algumas partes. Não diria que ficou forçado, mas não precisava de tanto fan service)
     b. Vão apresentar uma série de personagens (e narrativa/enredo) com os quais não vamos conseguir nos identificar. (Não confere de todo, os personagens são atraentes, e consegui me identificar tanto com Finn como com Kylo)
     c. Não consigo ver uma outra história Star Wars para ser contada, que o universo expandido já não tenha feito igual ou melhor. (Não confere. Conheço poucas história do U.E. para comparar, mas acho que esta nova "linha temporal" tem seu charme, uma boa nova história a ser contada)
     d. Tenho medo que o filme se torne um Star Wars genérico, que funcionaria como HQ, como série animada... Mas não como filme. (Não confere de todo... É difícil ainda lidar com a ideia de que fui até o cinema e vi atores clássicos de Star Wars em um enredo original depois de uma espera de 25 anos)
     e. Que se torne uma caricatura muito séria de um Star Wars. Que vomite para nós o que nós, os fãs, buscamos compreender nas entrelinhas, na mitologia da série. (Confere. Alguns momentos são extremamente caricatos. O filme é um "Frankenstein" de Star Wars. Recortes de todos os outros filmes da trilogia 4-5-6 unidos para fazer um filme novo, com um enredo que é quase um remake do ep.IV)
     f. Que afunde na sombra de Mad Max Fury Road assim como ep. 1 afundou na sombra de Matrix. (Confere. Mad Max é muito mais filme, e tem mais gente falando sobre isso. Leiam: Post de Roberto Sadovski)

2. O VILÃO:

Antes mesmo do boato sobre Kylo, eu pensei. Lógico, ele é Luke... Só pode, quem mais teria vínculos com Vader a ponto de tentar terminar seu trabalho? Mas fico muito mais contente se não for ele, ou se os motivos forem muito bem engendrados. (Prefiro não dizer nada sobre, assista e verá)

3. O ENREDO:

     a. O tema do enredo: Só vejo uma maneira de gostar desta nova história: se ela dialogar com o fã adulto de Star Wars. Desculpem-me os fãs mais jovens, mas se este filme não tiver um roteiro que tenha amadurecido comigo, não vou conseguir gostar... Por melhor que seja. E tem que passar no teste do tempo. O Império Contra Ataca e uma parte de "Jedi" amadureceram comigo. Coisas que me tocavam quando eu era criança que ainda me assombram e coisas que nunca dei importância e hoje me fazem chorar, como a morte de Yoda. (Não confere de todo. O Filme tem um misto de coisas para os antigos e para os jovens fãs. Acho que foi o melhor approach comercial)
     b. O enredo em si. Eu acredito que Kylo/Luke viu o fim do império se transformar de uma era de ouro em um caos. Viu os governantes serem substituídos por outros corruptos e decidiu se virar contra os próprios rebeldes, seus filhos, legado etc., reunindo o pior pesadelo dos rebeldes... Os soldados imperiais em uma nova ordem.  (Prefiro não dizer nada sobre, assista e verá)

4. OS PERSONAGENS:

O que vai acontecer com cada um dos personagens durante a história não me interessa especular... Uns dizem que Chewe morre, por causa da cena de Leia chorando. Eu acho que pode ser qualquer outro motivo, mas poderia ser por descobrir que Kylo é Luke.  (Prefiro não dizer nada sobre, assista e verá)

5. UM HERÓI:

Acho que a única chance de eu me identificar com alguém é com o tal Finn. Um aparente representante da minha geração. Uma geração que foi criada para ser o futuro do país, do mundo, e hoje se vê perdida, de mãos atadas, querendo lutar exatamente contra tudo que um dia acreditava. (Confere)

6. A CÓPIA:

Este filme não pode ser uma cópia do ep. 4 assim como aconteceu com o ep. 1. Se isso acontecer, tem que ser muito bem feito, ou será um tiro no pé. (Confere. Foi bem feito... Não muito bem feito. Eu tiraria apenas um elemento - Starkiller, e o filme ficaria perfeito)

7. AS PIADAS:

Espero que não passem o filme inteiro fazendo piadas com "Han Shoot first" ou com os deslizes da trilogia 1-2-3. (Confere. Muitas piadinhas foram feitas, como a dos "parsecs". Mas acho que esta é a única que se destaca como auto-sátira, as outras são boas)

Enfim...

O que mais quero... É sentir no cinema que de certo modo este filme me levará de volta no tempo, me fazer esquecer todas as minhas expectativas e exigências, que me faça sentir como criança, pensar como criança, mas deixar impressões que o adulto em mim possa valorizar e analisar. Em suma, quero sentir que estou assistindo um Star Wars. (Quase confere... Ainda não consegui digerir o filme. Preciso ver novamente)

Agradeço a quem leu até aqui...

E que a Força esteja com vocês!