sexta-feira, 18 de outubro de 2013

10 Anos de Historia - Parte 6 - Recarregando as Baterias

Bom, amanhã é o grande dia... E neste último post da história de Gêmeos.Virtuais, eu vou tentar não me alongar, mesmo por que não há muito o que dizer. 2011 e 2012 foram dois anos muito pouco produtivos no campo literário, fui abandonando a escrita, os desenhos, até a música, mas em contra-partida, tomei as decisões mais importantes da minha vida.

Acabaram-se as coletâneas, os convites a palestrar foram diminuindo, minha gana para correr atrás da divulgação começou a minguar e se eu tivesse como pagar, eu contrataria um agente, para fazer a divulgação e me assessorar nesse trabalho. Felizmente a receptividade do livro sempre foi positiva, pois de outro modo eu teria desistido antes.

Para ser bem sincero, não me lembro direito do pouco que produzi em 2011, só lembro que algumas poesias apareceram. Foi um período em que eu abria meus documentos, lia... lia... e relia, mas não conseguia adicionar nada. Nem uma linha...

Eu havia me esgotado completamente, meu combustível havia acabado, minhas palavras se tornaram repetitivas, minha escrita estava viciada, pelo menos, eu via assim, não conseguia escrever uma frase que fosse que eu não tivesse a sensação de "déjà vu".

É o famoso bloqueio, pelo qual passam muitos escritores. No entanto, não era apenas isso nem a dificuldade de divulgar o livro que mais me desanimavam, era o fato de que eu vi os temas que eu havia "inventado" aparecerem com frequência em filmes ou em outros livros, que eu nunca havia visto, fossem eles antigos ou até lançamentos. Eu fiquei com a sensação de que as pessoas ia me acusar de plágio ou no mínimo dizer que eu tomei "tal obra" como referência, o que não era o caso, de modo algum.

Só pra vocês terem uma noção, meu "projeto secreto" tinha elementos que depois fui ver em filmes como "O Guia do Mochileiro das Galáxias", "A Ilha", "Cidade das Sombras" etc. E isso me incomodava profundamente. Eu sempre primei por tentar ser original, eu não aceitava que algo que eu pensei alguém já havia publicado.

Depois eu comecei a pensar que na verdade isso era um bom sinal! Que isso indicava que havia mais pessoas que pensavam como eu e que, como disse o grande poeta: "Arte é saber copiar".

Mas nada disso adiantou para conseguir voltar a escrever... Então, para recarregar as baterias eu decidi fazer a única coisa que poderia me enriquecer como escritor naquele momento... Ler. E até hoje, estou nessa jornada de leitura, e quantas coisas boas eu aprendi e descobri lendo grandes mestres como Julio Verne e cientistas como Richard Feynman.

Mas em 2012, além das poesias que continuaram aparecendo, eu tive a ideia de que não precisava me preocupar em vender os livros, eu poderia fazer uma campanha de trocas e doação. A campanha foi um sucesso. Perdi a conta de quantos livros doei e mais ainda de quantos recebi. Entre HQ's e Romances, acredito que passaram de uma centena. Doei todos e depois consegui mais, que estão guardados para a doação de amanhã.

No mesmo ano, após refletir muito sobre todas as coisas da minha vida, minha família, meus gostos pelas artes, meu trabalho como professor eu percebi que meu maior objetivo na vida era realmente estar em Sala de Aula, passando para meus alunos o que há de melhor em mim, tanto na Física, como no caráter. Descobri neles, um amor pelos jovens que eu mesmo não tinha por mim, nem pela juventude quando eu mesmo era adolescente. Notei que eu perdia muita energia tentando levar muito "à sério" minhas empreitadas artísticas, não por que não valesse a pena, mas pois elas me desviavam do meu real objetivo nessa vida, pelo menos, nesse momento: Ser Professor. Todas as outras coisas que amo fazer: desenhar, compor, escrever e, agora, dançar, deveriam ser apenas para suprir meu lado boêmio na vida.

Enfim, o mundo não acabou em 2012 (talvez já tivesse acabado antes...) e 2013 trouxe esta ótima oportunidade de festejar estes 10 anos de história, de mudanças, de esforços, de alegrias, de contentamentos, de oportunidades etc.

E amanhã, aguardo sua presença, às 15h30 na Biblioteca Municipal de Campinas. Muita luz para vocês e estou grato por todo apoio! ;)